sexta-feira, 22 de agosto de 2014

Equipe da Saúde apresenta experiência exitosa em Congresso de Saúde

Rio do Fogo participou em Natal, do 13º Congresso de Prefeituras e Secretarias Municipais de Saúde do Estado, paralelamente foi realizado o III Seminário de Educação Permanente do Rio Grande do Norte. A equipe do município foi composta pelo secretário Municipal de Saúde - SMS, Saint Clair Cassiano Alves; a coordenadora da Atenção Básica, Myla Mayara de Oliveira Fernandes; a coordenadora de Vigilância em Saúde, Mirley Carla Medeiros Modesto e a coordenadora Técnica, Reriane Gonçalves.

No evento ocorreu a II Mostra Potiguar, que teve como objetivo a apresentação de experiências exitosas dos municípios, e Rio do Fogo se destacou com a apresentação do Projeto Gestante Agora é Sua Vez. O projeto desenvolvido pela equipe da SMS, que tem por objetivo trabalhar as gestantes com acompanhamento periódico e prioritário, promovendo cursos e uma assistência pré-natal qualificada.


No encerramento do Congresso ocorrido na noite desta quinta-feira, 22, foi realizado um debate entre os cinco candidatos ao Governo do Estado, que discutiram e apresentaram suas propostas para a Saúde do Estado, a ser implantadas caso eleitos.

PT vê Marina como favorita para disputar 2º turno com Dilma

O comando da campanha de Dilma Rousseff avalia que a candidata do PSB à presidência, Marina Silva, será a principal adversária do PT daqui para a frente e já prepara uma ofensiva com “mais Lula” para enfrentá-la. Se antes havia uma preocupação com a presença exagerada do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na campanha, a cúpula do PT diz agora que a associação da imagem dele com Dilma será fundamental, principalmente no Nordeste.
As últimas pesquisas que chegaram ao Planalto mostram que Marina ultrapassou o candidato do PSDB, Aécio Neves, e está agora em segundo lugar, com diferença maior que a margem de erro dos levantamentos. Os números foram discutidos na noite de quarta-feira, 20, durante reunião de coordenação da campanha petista com Dilma e com Lula, no Palácio da Alvorada.

Robson Pires 

Suicídio de Getúlio Vargas completa 60 anos

Em quase 19 anos como presidente, Getúlio Vargas nunca havia sido atingido por ataques tão pesados quanto os desferidos em agosto de 1954. A exigência de que renunciasse ecoava no Congresso Nacional, nas Forças Armadas, na imprensa e na sociedade. Getúlio não renunciou. Na manhã de 24 de agosto, ainda vestindo pijama, deu um tiro no coração. O fatídico suicídio completa 60 anos neste domingo.
O governo estava em crise, por causa de denúncias de corrupção, mas perderia de vez as rédeas da situação com o atentado da Rua Tonelero. Na madrugada de 5 de agosto, o jornalista Carlos Lacerda saía de casa, no Rio, quando foi surpreendido por um atirador. Dono do jornal Tribuna da Imprensa, ele era o mais virulento crítico de Getúlio. Lacerda escapou vivo, mas o major da Aeronáutica que o acompanhava levou um tiro mortal. Uma investigação concluiu que a emboscada fora tramada por Gregório Fortunato, o chefe da equipe de segurança de Getúlio.
Em razão da morte do major, as Forças Armadas entraram com tudo na campanha pela renúncia. Os políticos da oposição davam a entender que, se Getúlio ignorasse as pressões, apoiariam os militares num golpe para tirá-lo do Catete à força.  Até o vice-presidente da República mudou de lado. O potiguar Café Filho — que, por ser vice, era também presidente do Senado, como mandava a Constituição — usou os microfones do Palácio Monroe para anunciar que havia proposto a Getúlio Vargas a renúncia de ambos. O Congresso elegeria o sucessor para terminar o mandato.

Robson Pires

Galinhos: Populares tentam salvar tubarão-baleia que encalhou na praia


Moradores de Galinhos/RN encontraram no início da tarde de hoje uma espécie de tubarão encalhada nas proximidades do farol.

Segundo informações a espécie de tubarão seria um tubarão-baleia que vive em oceanos quentes e de clima tropical, além de ser a maior das espécies de tubarão, é o maior peixe conhecido podendo atingir de 18 a 20 m mas raramente passa dos 12 metros e pesa mais de 13 toneladas.


O animal é completamente inofensivo ao homem e alimenta-se de plâncton por filtração. O animal está muito próximo da faixa de areia, moradores e turistas que estavam na praia tentaram sem sucesso empurrar o tubarão-baleia, o IBAMA e o corpo de Bombeiros  se deslocaram até a cidade para tentar salvar o animal.

Galinhos online

Após matar taxista e roubar veiculo, bandidos assaltam posto de gasolina em Touros

O corpo encontrado na manhã de hoje (21), por trás de uma indústria têxtil de Extremoz, na Grande Natal, era do taxista João Batista da Souza, de 54 anos. A Polícia Militar identificou o corpo e trabalha com a hipótese de que o taxista tenha sido sequestrado e o seu carro utilizado para realizar assalto no município de Touros, no litoral nortepotiguar. Ninguém foi preso.

Pela manhã, após a explosão de um caixa eletrônico na fábrica em Extremoz, a polícia encontrou o corpo e chegou a cogitar que se tratasse de um dos membros da quadrilha armada que efetuou o roubo no terminal bancário que ficava dentro da fábrica. Porém, a hipótese foi descartada.

Segundo a Polícia Militar, o taxista teria sido levado pelos bandidos ontem pela manhã (20) e estava desaparecido desde então. Utilizando o veículo da vítima, os criminosos teriam assaltado uma conveniência de posto de gasolina em Touros e, após o roubo, teriam amarrado e executado o taxista. Ele foi encontrado com as mãos amarradas.

Ainda nesta manhã, o táxi usado no roubo foi encontrado na zona norte de Natal. No veículo estava parte do material roubado da conveniência de Touros. A Polícia Civil vai investigar o caso.

Touros em Foco

quinta-feira, 21 de agosto de 2014

PREFEITO LAERTE PAIVA ASSINA TERMO DE COMPROMISSO REFERENTE AO PLANO DE CARGO E SALÁRIO DA EDUCAÇÃO


O prefeito do município de Rio do Fogo, Laerte Paiva assinou termo de compromisso no qual assume perante a população de Rio do fogo, em especial os servidores da Educação, compromisso de implantar a partir de 02 de janeiro de 2015, mudança de letra e nível de categoria da educação, conforme o Plano de Cargo, Carreira e Salário da Educação do Município, independente de firmar com o sindicato da categoria acordo nesse sentido.

No documento o prefeito alega que o prazo estabelecido para cumprimento deve-se a falta de recursos orçamentários e financeiros do município para o ano de 2014. Finaliza afirmando que o município reassume o  compromisso de que todas as suas obrigações serão honradas, conforme determina a lei no prazo estabelecido.

Sensação de segurança dura pouco

Durou pouco tempo a sensação de segurança e a reação eficaz da Polícia Militar contra os assaltos no sistema de transporte coletivo. Menos de três dias após o início da “Operação Saturação”, os bandidos voltaram a agir com violência e, em menos de 10 horas (entre 21h de terça-feira e 6h da quarta-feira), três assaltos a ônibus foram registrados. No mais violento deles, os criminosos atiraram e o motorista ficou ferido. Trabalhadores do setor temem o pior, pedem empenho dos policiais e ameaçam abandonar os empregos. Polícia afirma que abordagens vão continuar. Ontem, mais uma operação foi realizada na Avenida Bernardo Vieira.

O clima entre motoristas e cobradores que atuam no sistema de transporte público de passageiros em Natal é de apreensão e revolta. Os crimes registrados nos últimos dias – vários assaltos e homicídio de um motorista – revelam que a insegurança predomina no setor. A “onda” de crimes expõe ainda a fragilidade da segurança pública que, mesmo determinando uma ação específica para evitar tais crimes, não consegue dar a resposta esperada pela sociedade.


A ousadia dos bandidos desafia a força policial e a estratégia de resposta montada pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e Defesa Social (Sesed). Na manhã de ontem, dia 19, o ônibus que faz a linha 77 (Mirassol/Parque dos Coqueiros) foi alvo de uma dupla de bandidos. A ação foi registrada na Avenida dos Expedicionários, em Parque dos Coqueiros, por volta das 6h. Um dos bandidos anunciou o assalto na parada do ônibus enquanto o outro aguardava em outro ponto da avenida. A menos de cem metros do local, há um posto da PM que, no momento da ocorrência, segundo testemunhas, estava vazio.

Os casos de violência que têm como pano de fundo o sistema que é utilizado, diariamente, por mais de 500 mil passageiros, se repetem ao longo dos anos. Não é difícil encontrar motoristas, cobradores ou usuários que foram vítimas de bandidos que agem em ônibus que circulam em Natal ou entre outro municípios. Às vezes, a mesma pessoa foi vítima mais de uma vez.

É o caso do motorista Marcos Antônio, 38 anos. Há quatro anos trabalhando na empresa Nossa Senhora da Conceição, o motorista foi assaltado 18 vezes. Em 18 episódios, Marcos foi abordado por bandidos que exigiam dinheiro, celular e outros pertences. A última investida dos criminosos foi registrada na noite da última terça-feira, dia 19. “Não penso em desistir de trabalhar porque eu sou motorista. É a única coisa que sei fazer. É um risco que tenho que correr”, contou. 

O risco que Marcos Antônio teme é o mesmo que está afastando o também motorista Gleifson Costa, 36 anos, da profissão. São seis anos dedicados à profissão e oito boletins de ocorrência (BOs) como prova dos perigos que já enfrentou. “O primeiro assalto foi há três anos. O último, foi em junho passado. Já são oito assaltos. Não aguento mais. Minha ideia é procurar outro emprego”, disse. A família apoia a decisão dele. “Quando acontece esses crimes, como a morte do companheiro semana passada, minha esposa fica louca em casa. Minha mãe já ligou dizendo para eu deixar essa vida”, contou ele.

Rotina de estresse e medo

O motorista João Muniz, 42 anos, passou 12 anos atuando condutor de ônibus sem nunca ter sido vítima de um assalto. Em julho desse ano, porém, ele foi assaltado pela primeira vez enquanto trabalhava. Ontem, mais uma vez, o motorista esteve na mira de bandidos durante o assalto ao ônibus da linha 77, no Parque dos Coqueiros. Emocionado, ele relatou o caso e disse que temeu pela própria vida. “Ele [o bandido] disse que ia meter bala na minha cara”, disse. João Muniz conduzia o ônibus da linha 77, na Avenida dos Expedicionários, realizando a primeira viagem do dia. O ônibus estava cheio, com aproximadamente 80 passageiros. Foi quando um bandido armado adentrou o veículo entre os passageiros e anunciou o assalto. “Era umas 6h, minha primeira viagem. Saí do terminal e, cinco paradas depois, aconteceu o assalto”, contou. Levaram dinheiro do cobrador e alguns objetos dos passageiros. 

O bandido que entrou no ônibus tinha um comparsa que aguardava do outro lado da avenida. Toda a ação durou menos de 10 minutos e aconteceu a menos de 100 metros de um posto policial. Segundo a PM, a dupla que agiu contra o ônibus teria efetuado outros assaltos, no mesmo dia, na avenida Paulistana. Até o fechamento desta edição, ninguém havia sido preso.


Bom Pastor
Dezoito. Esse é o número de vezes que o motorista Marcos Antônio, 38 anos, foi assaltado enquanto exercia a profissão. Há  17 anos ele é motorista, no entanto, no sistema de transporte público de passageiros, em Natal, atua a apenas quatro anos. Antes, dirigia caminhões e, nessa atividade, nunca foi abordado por bandidos. “Todos os assaltos foram quando estava com passageiros no ônibus”, contou. 

Ontem à tarde, a TRIBUNA DO NORTE foi à casa de Marcos. Ainda abalado, ele contou que a última ação dos bandidos foi registrada na terça-feira, dia 19. Era pouco mais das 21h e ele conduzia o veículo com aproximadamente 50 passageiros na avenida Bom Pastor, no bairro que leva o mesmo nome. “Quando parei em uma parada, os dois rapazes anunciaram o assalto. Um estava armado e ficou na porta da frente. O outro, desarmado, entrou pela porta de trás e recolheu os celulares e outros objetos dos passageiros”, lembrou.

Marcos disse que os dois bandidos aparentavam ter menos de 18 anos. O assaltante armado era o mais violento. “Ele ficou com a arma apontada para mim o tempo todo. Pedia meu celular e dizia que ia me matar. Eu implorei para ele não me matar. Fui humilhado”, contou.


Goianinha
O motorista Carlos Benedito de Souza, 52 anos, está prostrado em um leito de hospital. Ele não pode fazer muitos gestos e evita falar para ter uma recuperação mais rápida. Natural de Belém-PA, Carlos é mais uma vítima da violência que assusta o Rio Grande do Norte. Na noite da última terça-feira, o ônibus de turismo que ele conduzia pela BR-101, na altura do município de Goianinha, foi abordado por dois bandidos. Durante a ação, houve troca de tiros e Carlos acabou baleado. “Minha sorte é que estava de costas, senão, estaria morto”, lembrou. 

O veículo conduzido por Carlos trazia 52 comerciantes de  Santa Cruz do Capibaribe, agreste de Pernambuco, com destino a Fortaleza, no Ceará. Os bandidos interceptaram o ônibus usando um carro modelo Land Rover, de cor prata. Mesmo com  a tentativa dos assaltantes de parar o veículo, o condutor seguiu o trajeto por um tempo. “Mas eles vieram para frente do ônibus e tive que parar. Eles tentaram entrar no ônibus, mas nosso segurança reagiu e atirou”, contou.

Carlos de Souza foi submetido a uma cirurgia e, na noite de ontem, esperava a visita do médico para saber quando seria liberado. A esposa dele está a caminho de Natal. “Quero voltar para minha casa”, resumiu o motorista.


Tribuna do Norte